FORMAÇÃO NO E PARA O TRABALHO

Autores

  • Sandra Soares Della Fonte

DOI:

https://doi.org/10.36524/profept.v2i2.383

Palavras-chave:

Educação Profissional e Tecnológica, Trabalho, Formação Humana, Marx

Resumo

Tendo em vista a proposta de alinhamento conceitual do ProfEPT, destaca-se a contribuição de Marx quanto à relação entre formação humana e trabalho. Esse autor apresenta o trabalho como uma ação que instaura relações do ser humano com a natureza e com outros seres humanos. O trabalho representa, assim, um agir formativo sob relações historicamente determinadas. Quando analisa as formas da produção no capitalismo, Marx aponta que o trabalho explorado engendra uma formação unilateral. Contudo, a produção mecanizada traz gérmens não apenas de uma formação omnilateral, mas também de uma educação do futuro que articula educação intelectual, física/estética e tecnológica a partir dos interesses dos trabalhadores. Desde seu estabelecimento em 2008, os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia têm ensaiado, em meio a contradições diversas, experiências nesse horizonte políticopedagógico. Por essa razão, podem apresentar-se como agente importante na defesa da frágil, mas necessária perspectiva de educação integrada.

Downloads

Publicado

15-12-2018

Como Citar

FORMAÇÃO NO E PARA O TRABALHO. (2018). Educação Profissional E Tecnológica Em Revista, 2(2), 6-19. https://doi.org/10.36524/profept.v2i2.383

Artigos Semelhantes

1-10 de 151

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.