ASPECTOS CULTURAIS E METODOLÓGICOS NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM DOS ESTUDANTES INDÍGENAS MACUXI: EXPERIÊNCIAS DO INSTITUTO FEDERAL DE RORAIMA CAMPUS AMAJARI

Autores

  • Maria Aparecida Xavier Silva Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima/IFRR
  • Lediane Fani Felzke Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia/IFRO

Palavras-chave:

Educação Profissional e Tecnológica, Ensino e aprendizagem, Estudantes Macuxi, Saberes indígenas

Resumo

O presente artigo tem como objetivo compreender aspectos sobre como os indígenas constroem o conhecimento e dialogam os saberes indígenas e não indígenas no processo de ensino-aprendizagem na Educação Profissional e Tecnológica. Para isso, foi desenvolvida uma pesquisa participante que contou com o envolvimento de 21 estudantes indígenas da etnia Macuxi que estavam cursando o terceiro ano do curso Técnico em Agropecuária  Integrado ao Ensino Médio em Regime de Alternância do Instituto Federal de Roraima/Campus Amajari. O estudo revelou que o processo de ensino e aprendizagem torna-se mais significativo quando os docentes buscam aproximar as disciplinas, ofertadas pelo curso, dos saberes tradicionais dos estudantes indígenas. Contudo os estudantes argumentam que são poucos os professores que têm essa preocupação de contextualizar os conteúdos ensinados com a vivência do dia a dia. Com isso, conclui-se, que o Campus precisa possibilitar estratégias que valorizem os saberes prévios dos estudantes no ensino de novos conteúdos ofertados durante o curso.

Downloads

Publicado

2021-03-03