TEMPOS DE TRABALHO DE PROFESSORES DO INSTITUTO FEDERAL DE MATO GROSSO – CAMPUS CUIABÁ

Autores

  • Danilo Herbert Queiroz Martins Instituto Federal de Mato Grosso - Campus Cuiabá
  • Tania Ludmila Dias Tosta Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.36524/profept.v6i2.1061

Palavras-chave:

trabalho docente, tempos sociais, Institutos Federais, educação profissional

Resumo

Este artigo visa a análise do tempo de trabalho dos docentes da educação profissional e tecnológica, destacando aqueles não contabilizados nos registros formais, abordando uma breve análise sobre os tempos de trabalho, seus registros oficiais e a dificuldade de demarcação de fronteiras entre tempos de trabalho e de não trabalho. Utilizou-se uma abordagem qualitativa, através de um estudo de caso do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso – IFMT/Campus Cuiabá Cel. Octayde Jorge da Silva, através de questionário eletrônico e entrevistas semiestruturadas com professores da instituição. Verificou-se a existência de tempos de trabalho não são contabilizados em suas jornadas, sendo que muitas vezes estão entrelaçadas com outras temporalidades.

Biografia do Autor

Danilo Herbert Queiroz Martins, Instituto Federal de Mato Grosso - Campus Cuiabá

Doutorando em Sociologia pela Universidade Federal de Goiás. Mestre em Ciência Política – UFPE. Bacharel em Administração – UFMT. Professor no Instituto Federal de Mato Grosso – Campus Cuiabá.

Tania Ludmila Dias Tosta, Universidade Federal de Goiás

Doutora em Sociologia pela Universidade de Brasília. Mestre em Sociologia – UnB. Graduada em Ciências Sociais – UnB. Professora da Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Federal de Goiás (UFG).

Downloads

Publicado

2022-08-31

Como Citar

Queiroz Martins, D. H., & Dias Tosta, T. L. . (2022). TEMPOS DE TRABALHO DE PROFESSORES DO INSTITUTO FEDERAL DE MATO GROSSO – CAMPUS CUIABÁ. Educação Profissional E Tecnológica Em Revista, 6(2), 40-54. https://doi.org/10.36524/profept.v6i2.1061