SAÚDE MENTAL DISCENTE NA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA

EXPERIÊNCIAS DE ESTUDANTES E DOCENTES DOS CURSOS TÉCNICOS INTEGRADOS

Autores

  • Josiane de Paula Jorge Tsunematsu IFSP
  • Rodrigo Palucci Pantoni IFSP
  • Fabiana Maris Versuti USP

DOI:

https://doi.org/10.36524/profept.v5i2.753

Palavras-chave:

educação profissional e tecnológica, saúde mental, ensino médio integrado, psicologia escolar

Resumo

Este artigo é fruto de uma pesquisa qualitativa, cujo objetivo foi desvelar as experiências dos estudantes dos Cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio, de um Câmpus do Instituto Federal de São Paulo, no que concerne à saúde mental discente. Esta proposta originou, como produto educacional, uma formação continuada de docentes sobre a temática. Os instrumentos utilizados para a coleta de dados foram grupos focais e questionários online. Para os alunos pesquisados, a relação social, entre alunos e instituição, entre discentes e docentes, gera sofrimento. Já para os professores é uma questão individual: do aluno e de suas condições pessoais que antecedem à escola. O sofrimento psíquico discente está atrelado às contradições dadas pelas desigualdades sociais que atravessam a escola.

Downloads

Publicado

24-09-2021

Como Citar

SAÚDE MENTAL DISCENTE NA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA: EXPERIÊNCIAS DE ESTUDANTES E DOCENTES DOS CURSOS TÉCNICOS INTEGRADOS. (2021). Educação Profissional E Tecnológica Em Revista, 5(2), 70-90. https://doi.org/10.36524/profept.v5i2.753

Artigos Semelhantes

1-10 de 159

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.