USO DA GEOTECNOLOGIA PARA O MAPEAMENTO DA CAFEICULTURA NO CAPARAÓ CAPIXABA

Autores

  • Telma Machado de Oliveira Peluzio Instituto Federal do Espírito Santo
  • João Batista Esteves Peluzio
  • Jéferson Luiz Ferrari
  • Amanda Pacheco Sturião
  • Mário Euclides Pechara da Costa Jaeggi

DOI:

https://doi.org/10.36524/ric.v6i4.733

Palavras-chave:

Coffea; cultivo agrícola; aplicativo computacional; zoneamento; SIG

Resumo

Em virtude da importância no papel socioeconômico da cultura cafeeira para a região, o estudo teve como objetivo mapear a cafeicultura do Território do Caparaó Capixaba e avaliar a dinâmica de ocupação do cultivo de café no período de 2007 a 2015. Foram utilizadas fotos do ortofotomosaico do estado do Espírito Santo, recorte para o Território, com resolução espacial de 1 m para 2007 e 0,25 m para 2015, na escala cartográfica de 1:35.000. A fotointerpretação foi realizada aplicativo computacional na escala de 1:2.000, com checagem do erro pelo Índice Kappa. A fim de posicionar a área de cultivo ao tipo de café entre arábica e conilon, foi realizado o zoneamento de aptidão, restrição e inaptidão Agroclimática, e posteriormente envolvendo a altitude, conforme critérios adotados pelo órgão estadual. De pose do zoneamento, foi interpolada a fotointerpretação da área de cultivo de 2007 e 2015, possibilitando sua comparação. Detectou-se que a área total de ocupação do foi de 16,37% (2007), 15,82% (2015), sendo 8,78% de área comum. Em relação a área de plantio total de conilon e arábica, verificou-se redução no cultivo de ambas as espécies de 14,59 e 6,72 km², respectivamente. A geotecnologia foi de grande relevância para o presente trabalho, na atividade de planejamento e administração do agronegócio.

Downloads

Publicado

2020-12-28

Como Citar

Machado de Oliveira Peluzio, T., Esteves Peluzio, J. B., Luiz Ferrari, J., Pacheco Sturião , A. ., & Euclides Pechara da Costa Jaeggi, M. (2020). USO DA GEOTECNOLOGIA PARA O MAPEAMENTO DA CAFEICULTURA NO CAPARAÓ CAPIXABA. Revista Ifes Ciência , 6(4), 92-104. https://doi.org/10.36524/ric.v6i4.733

Edição

Seção

Artigos científicos