ANÁLISE DE MODELOS DIDÁTICOS DE ALUNOS EM UM CURSO ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU EM ENSINO DE CIÊNCIAS

  • Edmundo Rodrigues Junior
  • Fabielle Castelan Marques
  • Flávio Izo
  • Paulo José Pereira de Oliveira
  • Tércio da Silva de Souza
Palavras-chave: Modelos didáticos, Hibridismo, Construtivismo

Resumo

Este trabalho tem como objetivo identificar os modelos didáticos pessoais de um grupo de alunos regularmente matriculados em um curso de Pós-graduação lato sensu em Ensino de Ciências. Aplicamos um questionário a 28 alunos, sendo 14 estudantes de ensino de química e 14 estudantes de ensino de física. A partir das respostas obtidas com este instrumento calculamos o grau de hibridismo dos modelos didáticos bem como o grau de coerência em relação ao paradigma construtivista. Constatamos que os modelos didáticos dos alunos de ensino de física são mais híbridos que os modelos didáticos apresentados pelos alunos de ensino química. Estes últimos apresentam um grau de coerência mais alinhados aos modelos espontaneísta e alternativo. Somente dois alunos apresentaram um grau de coerência negativo, o que pode indicar uma desconstrução em potencial do modelo didático tradicional.

Publicado
2019-12-23
Como Citar
Rodrigues Junior, E., Marques, F. C., Izo, F., Oliveira, P. J. P. de, & Souza, T. da S. de. (2019). ANÁLISE DE MODELOS DIDÁTICOS DE ALUNOS EM UM CURSO ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU EM ENSINO DE CIÊNCIAS. Revista Ifes Ciência , 5(2), 100-113. https://doi.org/10.36524/ric.v5i2.437