ESTUDO COMPARATIVO DE CARACTERIZAÇÃO TECNOLÓGICA DE ROCHA ORNAMENTAL SILICÁTICA TELADA COM DIFERENTES GRAMATURAS

Autores

  • Maria Angelica Kramer Sant'Ana 1Instituto Federal do Espírito Santo –Campus Cachoeiro, Rodovia ES-482, Fazenda Morro Grande, Cachoeiro de Itapemirim -ES, 29311-970, Brasil.
  • Evanizis Dias Frizzera Castilho 1Instituto Federal do Espírito Santo –Campus Cachoeiro, Rodovia ES-482, Fazenda Morro Grande, Cachoeiro de Itapemirim -ES, 29311-970, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.36524/ric.v9i2.1879

Palavras-chave:

rocha ornamental, caracterização, telagem

Resumo

O Brasil é um dos principais produtores de rochas ornamentais do mundo, sendo assim, muitos estudos sobre as novas tecnologias de produção destas têm sido desenvolvidos por serem relevantes para o setor e contribuírem para melhorias das características tecnológicas dos produtos finais até a aplicação. Com isso, o objetivo do presente trabalho é comparar a resistência à flexão por carregamento em 4 pontos de um quartzito telado com resina epóxi e diferentes gramaturas de telas, correlacionando com os índices físicos também obtidos desta rocha. Foram utilizados cubos do quartzito cinza, no estado bruto para determinação da densidade aparente, porosidade aparente e absorção de água. Para análise de flexão por carregamento em quatro pontos foram utilizadas rochas do material conhecido comercialmente como Quartzito Dumont no estado bruto e também teladas utilizando as gramaturas de 60 g/m², 80 g/m² e 170 g/m² de telas. Os resultados de densidade, porosidade e absorção de água foram promissores e atenderam com êxito as especificações das normas comparadas. Os dados obtidos por meio de ensaio de flexão por carregamento em 4 pontos foram inseridos no software Origin para análise e estatística dos resultados. A maior média de tensão obtida foi com a utilização da tela de maior gramatura (170 g/m²), no entanto, outros aspectos foram analisados e mostraram que de maneira geral as tensões são satisfatórias e atendem as normas especificadas. Os resultados são prósperos, inclusive nas relações entre os ensaios. Visto isso, o trabalho contribui para o setor industrial de rochas ornamentais e para a discussão sobre a etapa de telagem do material.

Biografia do Autor

  • Maria Angelica Kramer Sant'Ana, 1Instituto Federal do Espírito Santo –Campus Cachoeiro, Rodovia ES-482, Fazenda Morro Grande, Cachoeiro de Itapemirim -ES, 29311-970, Brasil.

    Engenheira de Minas pelo Instituto Federal do Espírito Santo Campus Cachoeiro de Itapemirim (IFES) (2020). Mestranda em Engenharia Metalúrgica e de Materiais pelo Programa de Pós-Graduação em Engenharia Metalúrgica e de Materiais - Propemm, do Campus Vitória do IFES. Pós-Graduanda em Tecnologias de Produção de Rochas Ornamentais do Campus Cachoeiro de Itapemirim do IFES. Atuou como bolsista de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI) do CNPq durante os anos 2017, 2018, 2019 e 2020 no Centro de Tecnologia Mineral (CETEM- MCTI) Núcleo Regional do Espírito Santo. Desenvolveu pesquisas na área de aproveitamento de resíduos de rochas ornamentais para o desenvolvimento de produtos para construção civil, principalmente em materiais cerâmicos. Conhecimentos gerais do pacote office, software GIS de geoprocessamento e elaboração de gráficos e tratamento de dados no software Origin. Último cargo foi Inspetora de Qualidade no setor de rochas ornamentais na Gramil - Granitos e Mármores Itapemirim Ltda.

  • Evanizis Dias Frizzera Castilho, 1Instituto Federal do Espírito Santo –Campus Cachoeiro, Rodovia ES-482, Fazenda Morro Grande, Cachoeiro de Itapemirim -ES, 29311-970, Brasil.

    Graduada em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Ouro Preto (2001). Mestre em Educação em Ciências e Matemática pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (2014). Especialista em Práticas Pedagógicas pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (2020). Especialista em Tecnologia e Valorização em Rochas Ornamentais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2005). Doutoranda em Engenharia e Ciência dos Materiais da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF). Atualmente é professora efetiva do Instituto Federal do Espírito Santo no campus Cachoeiro de Itapemirim e coordenadora do curso de Pós-Graduação em Tecnologias de Produção de Rochas Ornamentais. Possui experiência na área de Beneficiamento e Caracterização Tecnológica de Rochas Ornamentais.

Downloads

Publicado

29-04-2023

Como Citar

ESTUDO COMPARATIVO DE CARACTERIZAÇÃO TECNOLÓGICA DE ROCHA ORNAMENTAL SILICÁTICA TELADA COM DIFERENTES GRAMATURAS. (2023). Revista Ifes Ciência , 9(2), 01-11. https://doi.org/10.36524/ric.v9i2.1879

Artigos Semelhantes

1-10 de 51

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.