Edições anteriores

2018

Capa da revista

v. 8, n. 1 (2018): Abril

Reserva Biológica de Duas Bocas, Cariacica, Espírito Santo, Brasil. Foi criada inicialmente como Reserva Florestal. Em 1991, por meio da Lei Estadual nº 4.503, teve sua categoria redefinida. É de posse e domínio públicos. Sua área sofreu alterações antrópicas pelo cultivo de banana e de café e de atividades de pastoreio. Nesta reserva está localizada a represa de Duas Bocas, inaugurada pelo Presidente Getúlio Vargas, e abastecida pelos rios Pau Amarelo, Rios Panela e Naia-Assú. A unidade faz parte do Corredor Ecológico Duas Bocas - Mestre Álvaro. A reserva representa um importante fragmento florestal de Mata Atlântica em bom estado de conservação e abriga fauna rica e diversificada, com espécies raras e ameaçadas de extinção. Área aproximada: 2.910 ha. Localização: Área rural do município de Cariacica. Telefone: (27) 3636-2570 e (27) 98895-4396. E-mail: rebiodb@iema.es.gov.br Fonte: https://iema.es.gov.br/REBIO_Duas_Bocas


2017

Capa da revista

v. 7, n. 03 (2017): Dezembro

Reserva Biológica de Sooretama, Espírito Santo.

A Reserva Biológica de Sooretama, criada em 1941, é a área protegida mais antiga do Espírito Santo e está entre as mais antigas do Brasil. Seus 27.858 hectares ajudam a preservar uma importante área remanescente de Mata Atlântica no estado capixaba.

Fonte: http://www.wikiparques.org/wiki/Reserva_Biológica_de_Sooretama

Itaúnas, Espírito Santo

v. 7, n. 02 (2017): Agosto

Parque Estadual de Itaúnas, localizado no município de Conceição da Barra, norte do Estado do Espírito Santo. 

Dados do IEMA: O Parque Estadual de Itaúnas foi criado pelo Decreto Estadual nº. 4.967-E, em 8 novembro de 1991. O Parque apresenta ambientes como a mata de tabuleiro, fragmento florestal em extinção no Espírito Santo, restinga, dunas, ambientes estuarinos de mangues, uma extensão expressiva do rio Itaúnas e a mais representativa região de alagados do Espírito Santo. O bom estado de conservação destes variados habitats, aliado à grande diversidade de espécies vegetais, coloca a unidade como local de extrema importância para a manutenção de uma fauna riquíssima. Foram registradas mais de 414 diferentes espécies vegetais, 43 de mamíferos, 183 de aves, 32 de répteis, 29 de anfíbios e 101 de peixes. O Parque abriga ainda 23 sítios arqueológicos, locais de concentração de vestígios de assentamentos humanos pré-históricos como pedras lascadas, cerâmica indígena e diversos artefatos da época da colonização. Tudo isso caracteriza a singularidade e importância da unidade. Área aproximada: 3.481 ha. Localização: Município de Conceição da Barra, próximo à Vila de Itaúnas. Horário de funcionamento da sede: 8h às 17h, todos os dias. Telefones: (27) 3762-5196 / (27) 99956-4904.

Fotografia do Instituto Últimos Refúgios.

Capa da revista

v. 7, n. 01 (2017): Abril

Série Espaços do Estado do Espírito Santo, Brasil - Parque Estadual Paulo César Vinha, Guarapari, Estado do Espírito Santo, Brasil. Créditos da Fotografia cedidos pelo Instituto Últimos Refúgios.

O Parque Estadual Paulo César Vinha, antigo Parque Estadual de Setiba, possui esse nome em homenagem ao biólogo Paulo César Vinha, que era contra o extrativismo de areia na região, tendo sido assassinado devido à sua luta pela preservação da área. Fica localizado no município de Guarapari, no Estado do Espírito Santo, possuindo uma área de 1.500 hectares. A reserva encontra-se numa planície litorânea, e sua principal formação florestal é a restinga.


2016

Capa da revista

v. 6, n. 04 (2016): Dezembro

Este número da Revista DECT inclui alguns artigos apresentados na forma de trabalhos completos no 5º Congresso Ibero-Americano em Investigação Qualitativa, em Porto – Portugal, nas instalações da Universidade Lusófona de Porto (ULP), em julho de 2016, além de outros artigos submetidos no portal da Revista DECT em 2016.
Capa da revista

v. 6, n. 03 (2016): Setembro

Este número da Revista DECT inclui alguns artigos abordando o ensino de ciências e matemática, formação de professores, tecnologias educacionais, diversidades e inclusão social.
Capa da revista

v. 6, n. 02 (2016): Junho

Este número da Revista DECT inclui alguns artigos abordando a formação de professores, tecnologias educacionais e metodologias de ensino. 
Capa da revista

v. 6, n. 01 (2016): Março

Este número da Revista DECT inclui alguns artigos apresentados na forma de trabalhos completos no 6o. Simpósio Educação e Comunicação,realizado durante o 4º Congresso Ibero-Americano em Investigação Qualitativa, em Aracaju – Brasil, nas instalações da Universidade Tiradentes, de 5 a 7 de agosto de 2015, além de outros artigos submetidos no portal da Revista DECT em 2015.

2015

Capa da revista

v. 5, n. 04 (2015): Dezembro

Na capa há uma fotografia do Rio Doce nas mediações do Município de Colatina, Espírito Santo dias após do rompimento da barragem da Samarco, em Mariana - MG. Também há o poema de Carlos Drummond de Andrade, Lira Itabirana, que aborda o Rio Doce e a poluição causada pela extração de ferro no Município de Itabira - MG. 

Capa da revista

v. 5, n. 03 (2015): Novembro: 4º Congresso Ibero-Americano em Investigação Qualitativa 2015

Homenagem à cultura e ao folclore do Estado do Espírito Santo: Moqueca Capixaba - um prato típico capixaba. 

Esse número da Revista Eletrônica Debates em Educação Científica e Tecnológica reúne alguns artigos dos trabalhos apresentados no 4º Congresso Ibero-Americano em Investigação Qualitativa (CIAIQ2015). Os artigos foram selecionados pela Comissão Organizadora, após uma ampliação do trabalho completo apresentado durante o evento.

Paneileiras de Goiabeiras - Vitória/ES, um exemplo de Etnomatemática

v. 5, n. 02 (2015): Outubro: Educação Matemática - 25 anos de SBEM-ES

Homenagem à cultura e ao folclore do Estado do Espírito Santo: Paneleiras de Goiabeiras, no município de Vitória-ES, Brasil. 

Este número da Revista Eletrônica Debates em Educação Científica e Tecnológica homenageia os 25 anos da Sociedade Brasileira de Educação Matemática - Regional Espírito Santo, que teve a primeira reunião para se discutir a fundação da Regional Espírito Santo (SBEM-ES) em 05/09/1990, na Escola Técnica Federal do Espírito Santo. Em 26/06/1991, foi empossada a primeira Secretaria Executiva eleita da SBEM-ES. Os melhores trabalhos do X Encontro Capixaba de Educação Matemática (X ECEM), realizado de 23 e 25 de julho de 2015, no Ifes e Ufes, compõem esse número temático da Revista DECT de 2015.

Capa da revista

v. 5, n. 01 (2015): Junho

Homenagem ao Folclore do Estado do Espírito Santo: Carnaval de Congo.

Na foto o personagem do folclore capixaba - João Bananeira. O Carnaval de Congo em Roda Dágua é uma típica festa folclórica da área rural do município de Cariacica-ES. O congo de Roda Dágua, que acontece há mais de 100 anos, é diferente dos outros congos do Espírito Santo. Conhecido como Congo de Máscara, esse folguedo se diferencia da toada tradicional do congo, por causa do som da cuica e uma batida diferente dos tambores. A data da realização dos festejos é outro diferencial, acontece no domingo de ramos e no dia de Nossa Senhora da Penha. O personagem principal desse congo é o João Bananeira, que além da máscara, usa uma roupa feita de folhas de bananeira secas, ele faz a alegria da criançada, correndo e brincado com elas.

 


2014

Capa da revista

v. 4, n. 02 (2014): Dezembro

Homenagem aos espaços da história e da cultura capixaba. Na foto está a "Terceira Ponte", oficialmente Ponte Deputado Darcy Castello de Mendonça, que liga o município de Vitória ao município de Vila Velha, no Estado do Espírito Santo.

Junho

v. 4, n. 01 (2014): Junho

Homenagem aos espaços da história e da cultura capixaba. Na foto está a "Pedra Azul", situada na região serrana no Estado do Espírito Santo, no município de Domingos Martins, consiste em um ótimo espaço de realização de trilhas.

2013

Capa da revista

v. 3, n. 02 (2013): Dezembro

Homenagem aos 125 anos de Tarsila do Amaral. Na capa da Revista Eletrônica Debates em Educação Científica e Tecnológica do Volume 3, Número 1, de junho de 2013, está apresentado o quadro "Carnaval em Madeira". Na obra, percebe-se elementos da cultura brasielra como a vegetação, as cores caipiras, as construções, o ferro e a Torre Eiffel simbolizando o surgimento da elite, etc.
Capa da revista

v. 3, n. 01 (2013): Junho

Homenagem aos 125 anos de Tarsila do Amaral. Na capa da Revista Eletrônica Debates em Educação Científica e Tecnológica do Volume 3, Número 1, de junho de 2013, está apresentado o quadro "A Cuca". A obra, além de ser uma representação de um famoso personagem do folclore brasileiro, também pode ser considerada como um prenúncio da Antropofagia na obra da artista.

 


2012

Capa da revista

v. 2, n. 02 (2012): Ensino de Ciências e Matemática

Homenagem aos 125 anos de Tarsila do Amaral. Na capa da Revista Eletrônica Debates em Educação Científica e Tecnológica do Volume 2, Número 2, de dezembro de 2012, está apresentado o quadro "O Abaporu" - de Tarsila do Amaral - que foi pintado em 1928 e é uma importante obra brasileira.
Capa da revista

v. 2, n. 01 (2012): Pesquisas em Proeja

Homenagem aos 125 anos de Tarsila do Amaral.